terça-feira, 4 de novembro de 2008

Vírus - A Curiosidade Matou o Gato e...

um vírus se instalou no seu computador!

É isso mesmo. Quem instala um vírus no computador é aquela pessoa que está com a mão no mouse. Você mesmo.

Não existe vírus auto instalável via e-mail ou quando você está acessando um site. Os vírus são pequenos programas, geralmente muito bem feitos, que se instalam no seu computador a partir de uma ação iniciada externamente.

Explico: Começa com você recebendo um e-mail com um assunto interessante ou indicando um site bem conhecido e enviado supostamente por um amigo.

É aí que a curiosidade entra. Você pensa... fotos comprometedoras daquela “famosa” ou mesmo um vídeo super sexy de uma modelo conhecida... dá aquela vontade de deixar a precaução de lado e dar uma espiadinha. Afinal, um cliquinho em um link não pode ser ter prejudicial. Clica rapidinho sem olhar para onde o link está levando seu browser e aí... “danou”. Era na realidade um programa que estava associado ao “linkinho” ingênuo (o link e você!).

Veja como funciona (os links são fictícios, mas se eu fosse você não clicaria!): Um e-mail daquela suposta amiga descolada fala de uma fofoca bem picante e envia um link assim: clique aqui para ver a foto. E o que você não percebe é que o link que está associado é outro (www.virussupermortal.edu.ru/xxx.scr por exemplo). Veja na parte inferior da janela o link real quando você somente põe o mouse sobre o link sugerido. Ou seja, um programa e ao clicar você manda iniciar o programa que instala um vírus no seu computador (no caso aqui o um link fictício mas não precisa clicar, não seja curioso).

Precaução nunca é demais. Então:

1. Nunca clique em um link enviado em um e-mail se não tiver certeza que ele veio de um conhecido confiável;
2. Mantenha seu programa antivírus atualizado diariamente. Os programas antivírus fazem isso automaticamente se você configurá-lo corretamente;
3. Olhe sempre para a "barra de status”, aquela barra que fica na parte inferior do seu programa de e-mail e que mostra, entre outras coisas, o endereço real que o link no texto da mensagem está indicando;
4. Ao receber um e-mail com um arquivo anexado veja se a extensão do mesmo é .exe, .com, .scr, .cmd, .bat e .pif. Essas extensões são interpretadas pelo Windows ou outro Sistema Operacional como programas e um clique sobre o nome do arquivo com estas extensões inicia sua execução e você pode estar instalando um vírus.

O restante é com você.

3 comentários:

RJS ENGENHARIA disse...

CAro Claudio
Parabéns pela iniciativa,eu aprendi que nesse mundo qem não serve, não serve.
Se fazer util é faz bem pra si e para os outros.
Fico feliz de saber que voce está porcima,pois não está recebendo e sim dando seu conhecimentos aos outros. Forte abraço.
Roberval.

Doris disse...

Olá Claudio.
ADOREI! Serei habituée em seu blog.
Parabéns. Doris.

Anônimo disse...

Oi Claudio,
Sempre uteis os seus posts.

Essa questao do virus me lembra a anatomia de um "conto do vigario". Para ele existir sao necessarias duas condicoes basicas: Uma boa historia e... alguem querendo levar alguma vantagem especial.

No caso dos virus a situacao é parecida: de um lado, uma boa hstoria e do outro uma fraqueza (curiosidade, culpa, expectativa de ganho facil, ingenuidade, etc.).

Abracos,
Maurice